Como estudar nos EUA depois do ensino médio?

Notícia

Como estudar nos EUA depois do ensino médio?
Fabio Reis

Todo ano os rankings das melhores universidades do mundo trazem, nos primeiros lugares, universidades dos Estados Unidos. Isso faz com que qualquer estudante de ensino médio sonhe em um dia poder estudar em uma dessas instituições e ter uma das melhores formações que o mundo pode oferecer.

Essas universidades muitas vezes parecem inacessíveis, pelo fato de serem muito concorridas ou exigirem um alto investimento, seja pelos complicados processos seletivos, pelas mensalidades caras, ou mesmo por exigir viagens, mudanças e sustento em outro país.

Entretanto, as coisas não são sempre assim! É possível se organizar para fazer o processo tranquilamente e também para pleitear bolsas de estudo, facilitando sua entrada na universidade dos seus sonhos! Por isso trazemos aqui dicas importantes para você se candidatar a uma vagas em universidades americanas como estrangeiro.

Aqui, estabelecemos os seguintes passos:

  1. Pesquise as diferentes opções
  2. Procure por bolsas de estudo
  3. Preencha sua candidatura
  4. Peça seu visto de estudante
  5. Prepare-se para viajar

Quando falamos em universidades americanas, pensamos logo em Harvard, Sanford, MIT… Nada impede você de se candidatar a uma vaga nessas universidades, mas é importante se planejar para ter a certeza de que você vai ter tempo e condições de fazer todas as etapas necessárias.

Especialistas indicam que você comece a se preparar para uma candidatura em uma universidade nos EUA com pelo menos um ano de antecedência. Dessa forma, quando chegar a hora, você não terá surpresas. Abaixo está uma lista do que você precisa fazer nesse um ano de preparação:

1. Pesquise sobre as diferentes opções

Citamos Harvard, Stanford e MIT porque são consideradas as três melhores instituições do mundo. Entretanto, os Estados Unidos tem mais de 5300 universidades e faculdades espalhadas pelos 50 estados. Então, como escolher a sua?

Aqui é importante investigar quais têm os melhores cursos na área em que você gostaria de estudar. Por exemplo, se você tem interesse em trabalhar com engenharia espacial, talvez a Purdue University, em Indiana, seja a melhor opção para você: foi lá que estudou Louis Armstrong, o primeiro homem a pisar na lua.

Então, Michael Miller recomenda que estudantes façam uma lista de 6 universidades americanas: 

  • 2 que são muito concorridas e pode ser difícil conseguir uma vaga; 
  • 2 que você gostaria de ir e onde tem boas chances de passar;
  • 2 de garantia, onde você acredita que passaria sem dificuldades.

Desse jeito, você tem a certeza de está cobrindo todas as possibilidades e pode sonhar com uma vaga em uma grande instituição, mas garantindo que terá uma vaga em outro lugar, se as coisas não derem tão certo nas mais concorridas.

2. Procure por bolsas de estudo

Muitas vezes os governos oferecem bolsas de estudo apenas para estudantes que são cidadãos daquele país. Entretanto, há outras boas possibilidades de financiar seus estudos no exterior.

Procure informações com os órgãos de pesquisa e ciência de seu país, pois muitos países oferecem bolsas de estudos para alunos que preenchem os requisitos.

Outra dica é entrar em contato diretamente com as universidades nas quais você irá se candidatar. É comum elas oferecerem auxílio e bolsas para estudantes. Faça uma pesquisa nos sites da internet ou encontre os escritórios responsáveis pelas candidaturas de estrangeiros e peça para saber mais.

Uma terceira dica é procurar na internet outras instituições que ofereçam diferentes bolsas de estudos para alunos do seu país ou do mundo todo. O governo americano tem até uma ferramenta de pesquisa para isso. 

3. Preencha sua candidatura

Cada universidade americana tem seu próprio processo seletivo, mas, em geral, as candidaturas podem ser bastante complicadas. Por isso é importante começar a preencher todos os dados assim que os formulários estiverem disponíveis.
Apesar das diferenças, alguns passos são comuns entre as instituições:

  • Todas elas precisarão dos seus diplomas e históricos escolares, para reconhecer os seus créditos e ter certeza de que você fez o ensino médio. Aqui, estudantes que fazem o ensino médio americano em seu país em alguma escola ou programa específico tem a vantagem de já ter um diploma americano e não precisam traduzir a documentação, nem se preocupar com o reconhecimento dos créditos.
  • Outra etapa importante é fazer um teste de proficiência em inglês, como TOEFL, IELTS, CPE, entre outros, exigidos pelas universidades para comprovar que você tem o nível de inglês necessário para acompanhar o curso. Aqui, mais uma vez, alunos que já fizeram o ensino médio americano em seu país não precisam se preocupar, pois seu diploma já mostra que o aluno tem um bom nível no idioma.
  • Outro ponto indispensável é fazer um dos testes padrões e obrigatórios para admissão em universidades americanas. Eles são o SAT (Scholastic Assessment Test) e o ACT (American College Testing). Qual você precisará fazer dependerá da universidade que escolher. Esses testes são aplicados também fora dos EUA, em grandes cidades do mundo, então é importante procurar saber o local mais perto para você fazer o seu teste.
  • Para se candidatar, você precisará ainda de cartas de recomendação, feitas por pessoas que foram importantes no seu processo de aprendizado, como professores, coordenadores e diretores das escolas onde você estudou. Entre em contato o mais cedo possível com essas pessoas para saber se elas têm a disponibilidade e, caso não tenham, você terá tempo de encontrar outra pessoa para apoiar a sua candidatura.

4. Peça o seu visto de estudante

Para conseguir um visto de estudante, você tem que conferir se a instituição faz parte do Programa de Estudante e Visitante Intercambista, ou Student and Exchange Visitor Program (SEVP).

Após ser aprovado, a instituição irá enviar um documento de admissão que você deverá usar para preencher o formulário do visto. O nome desse formulário é I-20 Form, e preenchê-lo é indispensável para conseguir um visto F1, que é o visto temporário para estudantes.

Para a entrevista no consulado, fique atento para o seguinte:

  • Você precisará comprovar que fez todos os processos para poder estudar nos EUA. Isso quer dizer que você precisa levar o documento de aprovação em uma universidade que faz parte do SEVP, além do seu I-20 Form preenchido.
  • Você precisará comprovar que tem condições financeiras de viver no país durante a faculdade. Isso significa levar com você extratos bancários ou qualquer outro documento que comprove sua situação financeira, ou mesmo documentos que mostrem que você recebeu uma bolsa de estudo ou auxílio estudantil.
  • O consulado americano recomenda também que você leve os documentos que você tem o desempenho escolar necessário para fazer faculdade lá. Isso significa levar os seus resultados do SAT o ACT, além de seus diplomas e históricos escolares para a entrevista.
  • Leve também qualquer documentação relacionada a hospedagem, se você já souber onde ficará hospedado. Para isso, entre em contato com o escritório de moradia da universidade para se informar e conseguir uma vaga nas residências universitárias. Algumas cidades, como Nova York, possuem International Houses que recebem estudantes estrangeiros em um ambiente amigável e acolhedor.
  • Dependendo da situação, é possível que peçam que você comprove que sua estadia nos EUA será temporária, ou mesmo que você explique como utilizará os seus aprendizados quando voltar para o seu país. Essas perguntas servem para garantir que você não tem interesse em permanecer por tempo indeterminado nos EUA.

5. Prepare-se para viajar

Depois de todo o processo de candidatura, comemore! Mas não se esqueça de que ainda haverá muitas coisas para organizar antes da sua viagem.

Faça questão de buscar na internet informações sobre a universidade para onde você está indo, a cidade e o estado onde irá morar para se localizar, entender os costumes e ver lugares para visitar e conhecer.

Se você nunca esteve nos EUA, é bom fazer uma pesquisa sobre o próprio processo de imigração, para saber que documentos levar e mostrar durante a verificação na alfândega.

Além disso, você pode pesquisar sobre como conseguir um emprego enquanto estiver vivendo e estudando nos Estados Unidos. Durante o primeiro ano de estudos, você pode trabalhar dentro da universidade e, nos anos seguintes, tem permissão para conseguir um emprego em qualquer lugar, o que pode ajudar muito na hora de financiar sua estadia.

Agora que você está pronto, é só começar a se preparar! Lembre-se que, apesar de ser um processo demorado e muitas vezes complicado, é preciso focar o final felizes. Esta é a sua chance de realizar o seu sonho de estudar nos Estados Unidos, em uma das melhores universidades do mundo!

Se quiser mais dicas e informações, visite nosso site: wayamericanschool.com